quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

"Entra dentro de mim"

Deliro com a imagem do teu corpo aberto deitado sobre o chão.. O teu peito de mamilos erectos apontados para mim.. As tuas pernas abertas que fazem arquear as tuas costas.. O teu sexo húmido e o clitóris saliente abrem-me o apetite de sentir o teu sabor.. Entro na cama num movimento lento e posiciono o meu corpo por cima do teu.. Cubro-te o corpo com o meu.. Beijo-te primeiro os lábios ao mesmo tempo que os trinco.. Passo ao teu queixo e desço até ao pescoço deixando-te húmida de saliva por onde a minha boca passa.. Paro no teu peito.. Paro e observo as tuas mamas que planeio em devorar.. Começo por beija-las suavemente.. Descrevo com a lingua pequenos círculos à volta dos teus mamilos.. Ao mesmo tempo começo a mexer a anca para que sintas a minha cabeça a deslizar entre os teus lábios quentes e húmidos.. Trinco os teus mamilos ao mesmo tempo que os sugo.. Tu gemes.. "entra dentro de mim".. dizes numa voz trémula.. "fode-me bem fundo.. vá.. fode-me agora.. enterra-o todo dentro de mim"...

2 comentários:

  1. Nada como uma linguagem clara para apimentar a coisa (ainda mais). Eu adoro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A linguagem faz parte da "coisa".. Há que soltar a lingua ;)

      Eliminar