terça-feira, 12 de novembro de 2013

Os despojos do teu corpo..


Dizes-me novamente para te foder com força numa voz tremula entre gemidos e respiração pesada. Entro e saio  de ti com uma força brutal que te faz sentir totalmente preenchida. Noto na resposta do teu corpo que gostas assim, de te sentires plena. Gemes intensamente, gritas freneticamente. Pedes-me que não pare que continue. Sento as tuas contrações cada vez mais fortes. Sinto o meu caralho cada vez mais apertado por ti. Encharcado com os teus líquidos espessos que não param de jorrar.. Não paro..  Saio de uma só vez de dentro de ti e fico a observar-te no teu deleite. Toda aberta, toda exposta, toda ao meu dispor. Agrada-me isso. Excita-me cada vez mais. Tu assim ali. Entro novamente dentro de ti e sinto a tua cona apertar-me ao mesmo tempo que me suga e me expulsa fruto das tuas contrações intensas. Vens-te húmida e quente num escorrer incessante, forte e intenso. Eu deliro ao sentir-te assim e tu já há muito que não estas lá perdida na volúpia do teu prazer. Continuas a gritar e a pedir para não parar..

4 comentários:

  1. Com semelhantes pedidos não há como não satisfazer todas as vontades de quem os faz ... ;)
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E sabe tão bem essa troca de pedir e receber.. ;)
      Beijos

      Eliminar